Os arguidos do processo de Tancos, começaram a ser julgados esta segunda-feira, no tribunal de Santarém, no processo sobre o furto e a encenação da recuperação de armamento militar dos paióis. O processo envolve 23 acusados, entre os quais o ex-ministro da Defesa Azeredo Lopes, o ex-diretor da Polícia Judiciária Militar (PJM) Luís Vieira, o ex-porta-voz desta instituição militar Vasco Brazão e elementos da GNR de Loulé. Em causa está um conjunto de crimes que vão desde terrorismo, associação criminosa, denegação de justiça e prevaricação até falsificação de documentos, tráfico de influência, abuso de poder, recetação e detenção de arma proibida.