Um tribunal de Hong Kong condenou o antigo vice-presidente do BNP Paribas por se aproveitar de informação confidencial e de umas transacções em que ele e mais quatro pessoas estão envolvidas.

As transacções em questão dizem respeito a um montante de 90 mil euros (120 mil dólares).

Esta é a primeira sentença deste tipo em Hong Kong desde que há seis anos se especificaram como crime as transacções e acções baseadas em informação confindencial.

Ma Hon-yeung, antigo vice presidente do banco, foi ainda condenado a pagar 23 mil euros de multa, ao mesmo tempo que a sua companheira, pelo mesmo acto, foi condenada a 1 ano de prisão e a uma multa de 21 mil euros.
Redação / LF