O Facebook vai disponibilizar uma ferramenta que explica as atividades que influenciam o algoritmo da plataforma no feed de notícias do utilizador. A função “por que é que vejo esta publicação?” vai indicar o motivo porque determinados conteúdos estão mais acessíveis na sua timeline.

De acordo com a BCC, a funcionalidade já está disponível para um pequeno grupo de utilizadores, mas vai estar totalmente aberta ao público até o dia 2 de maio.

Durante a nossa investigação sobre esta nova ferramenta, as pessoas disseram-nos que a transparência nos algoritmos do feed de notícias não era suficiente sem os controlos correspondentes. As pessoas queriam agir, por isso, facilitámos a gestão do que se vê no feed de notícias”, explicou Ramya Sethurama, gestora de produto do Facebook, em comunicado.

Como vai ser a nova função?

O utilizador poderá ver quais as informações que geralmente têm maior influência para que uma determinada publicação apareça no seu feed de notícias.

Os três elementos que mais influenciam o algoritmo do Facebook são:

  • a frequência com que o utilizador interage com publicações de pessoas, páginas ou grupos: quanto maior a frequência, maior a probabilidade de aquele conteúdo aparecer na timeline;
  • a frequência com que interage com um tipo específico de publicação, como vídeos, fotos ou links;
  • e a popularidade das publicações compartilhadas pelas pessoas, páginas e grupos que você segue.

 

Além disso, vão ser disponibilizados controlos para que o utilizador personalize o seu feed de notícias. São atalhos como o “Ver primeiro”, “Deixar de seguir”, “Preferências do feed de notícias” e “Atalhos de privacidade”.

Estas ferramentas vão funcionar no canto superior direito do ecrã,

Publicidade

O Facebook também prometeu esclarecer um pouco mais a questão da publicidade na rede. A plataforma prometeu um conteúdo mais personalizado e transparente.

Desde que lançámos este recurso há mais de quatro anos, o utilizador pode ver como fatores como detalhes demográficos básicos, interesses e visitas a websites contribuem para os anúncios no seu feed de notícias. Agora vamos incluir detalhes adicionais sobre os anúncios que vê quando as informações na lista de um anunciante correspondem ao seu perfil do Facebook” escreveu Ramya Sethuraman no blog da plataforma.