O ex-ministro e empresário francês Bernard Tapie morreu neste domingo, aos 78 anos, vítima de doença prolongada, disse fonte familiar ao grupo de comunicação La Provence, do qual era acionista maioritário.

“Dominique Tapie e os seus filhos têm a infinita dor de anunciar a morte do seu marido e pai, Bernard Tapie, este domingo, 3 de outubro, às 08:40 [horário local, 07:40 em Lisboa], em consequência de um cancro”, indicou a família do também antigo apresentador de televisão, ator, deputado e eurodeputado.

Na sua conta na rede social Instagram, Stéphane Tapie, um de seus filhos, confirmou a informação numa curta mensagem. "Adeus minha Fênix", como legenda de uma foto com o seu pai.

Bernard Tapie foi um homem de mil faces que, ao longo da sua vida, dirigiu empresas e meios de comunicação e presidiu ao Marselha, que levou ao título de campeão europeu de futebol em 1992/93, antes de ser impedido de desempenhar funções diretivas em 1994, por irregularidades económicas e desportivas.

Tornou-se alvo da atenção dos meios de comunicação nas últimas décadas pelo seu envolvimento em vários escândalos judiciais.

Agência Lusa / CM