Pelo menos oito pessoas morreram e várias ficaram feridas numa onda de multidão na sexta-feira durante o concerto de Travis Scott no Festival Astroworld, em Houston, no Texas, anunciaram fontes oficiais.

O chefe dos bombeiros de Houston, Samuel Peña, disse em conferência de imprensa que a compressão da multidão em direção ao palco ocorreu enquanto o 'rapper' Travis Scott atuava.

O Houston Chronicle relata que o rapper parou várias vezes durante sua apresentação de 75 minutos ao ver que havia fãs em perigo perto da frente do palco e pediu aos seguranças para ajudarem as pessoas.

Os bombeiros levaram 17 pessoas para os hospitais, 11 delas em paragem cardíaca, disse Samuel Pena, acrescentando que várias outras pessoas ficaram feridas. O festival acabou por ser cancelado.

“A multidão começou a comprimir-se em direção à frente do palco, e isso causou algum pânico e começou a provocar alguns ferimentos”, explicou o chefe dos bombeiros, acrescentando que as pessoas “começaram a cair, ficar inconscientes e isso criou ainda mais pânico”.

“Aconteceu tudo muito depressa. Pareceu-nos que tudo aconteceu em minutos”, disse Larry Satterwhite, da polícia de Houston. “De repente, tínhamos várias pessoas no chão, com paragens cardíacas ou outros problemas médicos.”

O chefe de polícia de Houston, Troy Finner, pediu calma, dizendo que não deveriam tirar conclusões precipitadas sobre o que pode ter causado o acidente: "Vamos fazer uma investigação e descobrir porque não é justo para os produtores, para todos os envolvidos, até determinarmos o que aconteceu".

O incidente ocorreu por volta das 21:00 locais de sexta-feira à noite (02:00 de sábado, em Lisboa).

Este era o primeiro dia do festival. No local estavam perto de 50 mil pessoas. O segundo dia de concertos já foi cancelado.

Maria João Caetano