Cinco pessoas da mesma família morreram na sequência de complicações provocadas pela covid-19 num intervalo de apenas 33 dias, na cidade de Ituporanga, perto Florianópolis, no Brasil.

As vítimas foram João Alci de Almeida, de 70 anos, e quatro dos seus filhos. A última morte aconteceu ontem. Um dos filhos, João Ércio de Almeida, morreu aos 43 anos.

É difícil de superar este momento difícil para todos da família. Não sabemos como é que nos infetámos porque tínhamos todos os cuidados e usamos sempre máscara", disse a viúva de Ércio ao UOL Notícias.

A primeira da família a perder a vida foi Maria Rosimara, de 34 anos, no dia 2 de abril. O irmão dela, o profissional de saúde António de Almeida, tinha 50 anos e morreu oito dias depois.

A 24 de abril foi o pai, João Alci, que não resistiu às complicações causadas pela doença. Pouco mais de uma semana depois, a 3 de maio, mais uma das suas filhas, Zelirde Almeida, de 45 anos, também faleceu. 

Lara Ferin