O Ministério Público (MP) da Comarca de Lisboa Oeste determinou a abertura de inquérito para apurar as circunstâncias da morte do bebé no hospital Amadora-Sintra. A informação foi confirmada à TVI por fonte da Procuradoria-geral da República (PGR).

O bebé morreu depois de a mãe ter sido transferida do Hospital de Faro para o hospital Amadora-Sintra, na sexta-feira passada. No sábado, numa cesariana, o bebé nasceu em asfixia e acabou por morrer minutos depois.

A TVI sabe que o bebé tinha deficiências graves nos pulmões e problemas neurológicos.

O Hospital de Faro e o hospital Amadora-Sintra abriram inquéritos ao caso.

O Ministério da Saúde disse que continua a “acompanhar a situação junto dos hospitais, aguardando os resultados das diligências de averiguação em curso”.