Donald Trump voltou a usar o Twitter para fazer comentários polémicos: desta vez, o presidente dos Estados Unidos diz que foi "roubado" em dois anos de mandato que nunca vai conseguir recuperar.

Trump começou por partilhar um "tweet" escrito por Jerry Falwell Jr., um líder religioso conservador e conhecido aliado do presidente. Falwell Jr. escrevia que ao mandato de Trump deveriam acrescer dois anos, roubados por um "golpe corrupto falhado", aludindo ao relatório Mueller -  que investigou as suspeitas de obstrução de justiça e de conluio entre a campanha republicana e o governo russo em 2016, ano em que Trump foi eleito.

 

Recorde-se que o procurador especial Robert Mueller considerou que não havia provas suficientes para acusar criminalmente Donald Trump, ainda que refira que não é possível, de igual modo, garantir a inocência do presidente dos EUA.

Depois de partilhar o "tweet" de Falwell Jr., Trump não resistiu e escreveu sobre o tema na rede social: "Apesar do enorme sucesso que tenho tido como presidente, incluindo talvez a melhor economia e os primeiros anos de maior sucesso de qualquer presidente na história, roubaram-me dois anos da minha (nossa) própria presidência".

E ainda acrescentou: "A caça às bruxas terminou, mas nunca esqueceremos". 

 

Por outro lado, no passado sábado, o New York Times escreveu que Nancy Pelosi, líder democrata da Câmara do Representantes dos EUA, terá assumido que tem receio que Trump se recuse a abdicar da presidência em 2020, caso perca a reeleição para a Casa Branca por uma margem estreita.