Segundo uma noticia avançada pela rádio TSF, Vítor Ângelo Mendes da Costa Martins, nascido em Lisboa em 1947, e é licenciado pelo Instituto Superior de Economia e Gestão (ISEG) em 1970, tendo sido assistente nesse Instituto de 1971 a 1975.

Foi Secretário de Estado para os Assuntos Europeus, entre 1985 e 1995, nos 10º, 11º e 12º Governos de Portugal, cabendo-lhe a responsabilidade de múltiplos dossiers comunitários e, particularmente, a presidência portuguesa do Conselho de Ministros da União Europeia em 1992. Nessa qualidade assegurou também a coordenação das negociações dos Pacotes Delors I e II, do Mercado Único Europeu e do Tratado de Maastricht. Responsável pela negociação da adesão de Portugal ao Acordo de Schengen em 1991 de que foi signatário. Representou Portugal no Conselho de Ministros do Conselho da Europa de 1992 a 1995.

Foi, desde 1979 e até 1985, Director do Gabinete de Integração Europeia do Ministério da Indústria e, de 1982 a 1985, Director do Gabinete de Estudos e Planeamento do mesmo Ministério. Representou Portugal no Comité da Indústria da OCDE (1979 a 1985) e presidiu à Comissão de Fiscalização da EDP (de 1982 a 1985). De 1979 a 1985, foi Vogal da Comissão da Integração Europeia, órgão responsável pelas negociações de adesão de Portugal às Comunidades Europeias.

Actualmente, é consultor sénior da Schroder Salomon Smith Barney. Integra o Conselho de Orientação Estratégica da Associação «Notre Europe¿ de Jacques Delors. É consultor do Instituto Nacional de Administração (INA), membro do Conselho Directivo do Instituto de Estudos Estratégicos Internacionais (IEEI) e do Conselho Geral do Fórum de Administradores de Empresas e membro da Comissão de Disciplina Profissional da Ordem dos Economistas.
Redação / TSF/BP