Vivo perto da fronteira e desloco-me regularmente a Espanha para compras de supermercado, combustível e tabaco. Com isto da Nato, poupei-me nestes dias à maçada de ter que me sujeitar a policiamentos, durante mais esta demonstração de subserviência que veio à tona com a tal cimeira. Ridícula e caricata, sobretudo para a população de Lisboa, confinada à exibição militaresca e policiesca em curso. Os dirigentes e demais pessoal menor da Nato bem poderiam ter sido mandados para a base de São Jacinto, por exemplo, ficariam em hotéis fora das cidades, limitando assim os danos das suas presenças aos cidadãos deste pobre país. Mas como a falta de respeito pelo próximo é uma regra em Portugal e a subserviência um aleijão genético nacional, bloqueia-se a capital! Mais uma gargalhada neste anedotário em que vivemos! Enfim, para a semana voltarei às compras em Espanha, pois lá ficam todos os ivas e demais impostos que consigo não entregar aos ridículos e caricatos governantes deste país.
Redação / João Santos