onde alguns trabalhadores foram agredidos

Intoleráveis, indignas, injustas e condenáveis estas atitudes. Repudiamos, vivamente, o comportamento destas pessoas. Criticamos a passividade das forças policiais.



Responsabilizamos as autoridades deste País, bem como o Governador do Banco de Portugal, pelas eventuais consequências graves que os trabalhadores do Novo Banco venham a sofrer.