As três dezenas de juradas do concurso internacional VinDuero- VinDouro elegeram os vinhos portugueses como "os mais direcionados para o público feminino", numa iniciativa que juntou 912 referências, onde 53% eram de origem nacional, foi hoje anunciado.

Em declarações à Lusa, o presidente da Associação Vindouro - Vinduero, José Luís Pascual, disse que o concurso no feminino, que vai na sua quarta edição, conseguiu dotar os Prémios VinDuero-VinDouro do "reconhecimento e prestígio colocando-os no mapa mundial como um melhores concursos do mundo do vinho a nível internacional".

Os vinhos portugueses são mais ao gosto do público feminino, que os elegeu com pontuações que estão no limiar da perfeição como 90 ou mais pontos [máximo de 100]. As mulheres do júri premiaram, unicamente, os vinhos extraordinários", vincou o responsável.

Do concurso, houve 10 vinhos portugueses que atingiram um total de 98 e 99 pontos, atribuídos pelas juradas internacionais do concurso.

Este concurso internacional de vinhos realizou-se nos dias 04 a 06 de agosto na localidade espanhola de Trabanca, nas proximidades da fronteira portuguesa com Salamanca.

Os vinhos premiados são originários de 80 regiões diferentes de Portugal e Espanha e estavam devidos por 11 categorias.

Do lado português, as juradas destacaram os vinhos produzidos na Região Demarcada do Douro, Minho, Beira Interior, Trás-os-Montes, Lisboa e Vale do Tejo, Península de Setúbal, Dão, Bairrada, Açores e Madeira, entre outros.

O Grande Arribe de Ouro em Feminino (galardão máximo), com 99 pontos (num máximo de 100) foi atribuído ao vinho "100 Hectares Vinhas Velhas", um tinto com envelhecimento em madeira entre seis e 14 meses elaborado pelos produtores 100 Hectares, exploração situada em plena Região Demarcada do Douro.

José Luís Pascual disse que quando se fala nos melhores vinhos de mundo "há sempre que contar com os produzidos em Portugal e Espanha".

O grande vencedor, de forma absoluta, do Curso VinDuero- VinDouro, foi um vinho branco eleito pela totalidade dos jurados que foi produzido na Galiza, nas proximidades da fronteira entre Verín (Espanha) e Chaves (Portugal).

Para a Câmara de Provadores do Concurso Ibérico Vindouro/Vinduero, há a garantia de que os vinhos portugueses "estão em crescendo em qualidade".

Os prémios VinDuero- Vindouro, vão agora editar um guia com os vinhos premiados e respetivas pontuações. A criação de aplicações para ‘smartphones' e tabletes é outro dos desafios, para melhor se conhecerem estes vinhos ibéricos.

Este concurso que tem por base uma "prova cega".

O júri do concurso foi composto por um painel de 60 provadores repartidos em partes iguais por homens e por mulheres, ligados ao mundo dos vinhos.

Este concurso teve o seu início em 2004 com 32 vinhos a concurso.