Os quatro militares portugueses chegaram ao início da noite desta sexta-feira a Portugal com os primeiros 24 afegãos resgatados de Cabul.

Segundo o ministro da Defesa, João Gomes Cravinho, este sábado vão chegar mais dois voos, com "entre 36 a 38 afegãos". E durante o fim de semana "devem chegar mais alguns".

Os 24 afegãos que chegaram esta sexta-feira são "quatro ou cinco tradutores e intérpretes" e as suas famílias.

O avião que os transportava partiu de Madrid e aterrou cerca das 21:20 no Aeroporto Militar de Figo Maduro, em Lisboa. O Presidente da República e o ministro da Defesa estiveram no local para receber o grupo.

O Presidente da República recordou todos os militares que passaram pelo Afeganistão ao longo dos últimos 20 anos: "Lá morreram dois dos nossos compatriotas", lembrou.

Foi uma missão plenamente positiva. Portugal sai de cabeça erguida", disse Marcelo, sublinhando ainda o papel do Governo e destacando a atuação do ministro da Defesa.

O contingente de quatro militares do Exército português foi integrado no quadro de missões da NATO e da União Europeia para apoiar a retirada de refugiados. 

Os quatro militares já tinham estado em missões em Cabul. Um deles esteve mesmo no último contingente de tropas portugueses a fazer a segurança no Aeroporto de Cabul e regressou em finais de maio deste ano.