Tom Moore, o veterano de guerra que se propôs a angariar mil libras para o serviço nacional de saúde britânico, pedindo donativos até completar 100 voltas no jardim de 25 metros, chegou esta quinta-feira à centena de voltas, tendo ultrapassado em larga escala o objetivo: até ao momento, recolheu mais de 14 milhões de libras, cerca de 16 milhões de euros, e o montante na plataforma JustGiving continua a crescer

O britânico, que faz 100 anos a 30 de abril, quis celebrar o centenário com a angariação de fundos para o sistema de saúde, a braços com a pandemia de Covid-19, mas o objetivo que traçou de 1000 libras foi ultrapassado logo nas primeiras 24 horas. Fê-lo movido pela vontade de agradecer aos profissionais do serviço nacional de saúde que o trataram quando teve cancro ou quando partiu uma anca.

Esta quinta-feira, pelas 07:45, Tom Moore começou as últimas dez voltas, já acompanhado pelas câmaras de várias estações de televisão locais, que quiseram acompanhar o final do desafio. Para a ocasião, deslocaram-se à casa do idoso, que mora com a filha e os netos em Marston Moretaine, Bedfordshire, quatro soldados do regimento de Yorkshire, a que Moore pertencia quando foi chamado a integrar as forças armadas, aos 20 anos. Os militares fizeram guarda de honra enquanto o idoso percorria os metros finais.

A família acompanhou e incentivou o feito, dizendo-se orgulhosa de Moore. E foram muitos os agradecimentos deixados na conta oficial do Twitter do capitão, criada pelo neto para acompanhar o desafio das 100 voltas ao jardim. Até o primeiro-ministro britânico já admitiu que está a analisar uma forma de agradecer ao veterano, sendo que nas redes sociais há quem peça que seja o título de cavaleiro da Ordem do Império britânico, uma das mais altas distinções no Reino Unido.

Moore, por seu lado, já garantiu que vai continuar a caminhar no jardim, com a ajuda do andarilho, se os donativos continuarem a chegar. E é o caso: a soma não para de crescer, pelo que é impossível de prever onde poderá chegar o montante angariado pelo capitão de 99 anos.

Marta Sofia Carvalho