Uma baleia ficou presa num rio cheio de crocodilos depois de se ter confundido na rota de migração que fazia, na Austrália. O animal acabou por ficar 17 dias no rio East Alligator, no Parque Nacional de Kakadu.

A baleia jubarte estava acompanhada de outros dois exemplares da sua espécie, que acabaram por conseguir fugir a tempo.

Ao aperceber-se do sucedido, a equipa do parque criou uma área protegida para a baleia com o objetivo de manter a segurança do animal e a segurança de eventuais visitantes.

A última coisa que queremos é uma colisão entre um barco e uma baleia em águas onde os crocodilos são predominantes e a visibilidade subaquática é zero. Também não queremos que os barcos inadvertidamente forcem a baleia rio acima”, referiu o parque através de uma publicação no Facebook.

 

An exclusion zone has been put in place in Kakadu National Park, after three humpback whales entered the East Alligator...

Publicado por Kakadu National Park em Sexta-feira, 11 de setembro de 2020

A baleia acabou por conseguir sair do local com a ajuda da maré e o parque garante que o animal saiu ileso.

Depois de monitorizar a baleia neste fim de semana, estamos felizes por ver que ela saiu do rio East Alligator em Kakadu e entrou no Golfo de Van Diemen", disse Feach Moyle, gerente da Secção de País e Cultura do Parque Nacional de Kakadu num comunicado.

A maioria das zonas aquáticas dentro do parque são habitadas por crocodilos de água salgada, predadores de emboscada que costumam atacar e matar humanos, segundo a CNN. Os crocodilos, que foram a principal ameaça para a baleia jubarte encalhada, podem também ser encontrados em água doce, ao contrário do que o nome indica, a cerca de 161 quilómetros mais acima do rio.

Pelo que sabemos, esta é a primeira vez que isto aconteceu", informou o parque no comunicado da última semana.

As baleias jubarte podem ser encontradas em quase todos os oceanos, de acordo com a Comissão Baleeira Internacional. Todos os anos, entre abril e novembro, a costa este da Austrália está repleta de baleias jubarte em migração. Os animais passam os verões a alimentar-se nas águas antárticas, antes de migrarem para águas subtropicais onde acasalam e dão à luz.

O Parque Nacional de Kakadu é o maior parque da Austrália e está na lista dupla do Património Mundial da UNESCO pelos seus valores naturais e culturais excecionais, de acordo com o site do parque.

Redação / MS