Uma cobra pitão-real com 62 anos pôs sete ovos. Isto, apesar de nem sequer estar em contacto com nenhum macho da espécie há 30 anos. 

A cobra está em cativeiro no jardim zoológico de St. Louis, no Missouri, Estados Unidos da América. É a única cobra conhecida a pôr ovos numa idade tão avançada 

Os investigadores estão intrigados com o caso ocorrido no dia 23 de julho, porque, por norma, a espécie deixa de pôr ovos aos 60 anos.

As fêmeas desta espécie têm capacidade para se reproduzir sem ajuda de machos, apesar de ser pouco habitual”, explicou Mark Wanner, responsável pelo departamento de herpetologia do zoo de St. Louis.

Wanner acrescentou, em entrevista à Associated Press, que “por vezes as cobras armazenam esperma para adiar a fertilização, mas não durante tantos anos, como parece ser o caso”.

Dos sete ovos que a pitão pôs, apenas cinco resistiram. Três permanecem numa incubadora e os restantes foram usados para testes genéticos.

De acordo com o St. Louis Post-Dispatch, os ovos que sobreviverem devem chocar daqui a um mês e os que foram encaminhados para testes genéticos irão determinar se a reprodução foi sexuada ou assexuada, através de partenogénese (o crescimento e desenvolvimento de um embrião sem fertilização).

No jardim zoológico existe um macho, de 31 anos, da mesma espécie, mas só em 1990 os dois estiveram em contacto. Atualmente, nenhuma das cobras se encontra em exposição.

A fêmea está no zoo desde os três anos e, ao longo da vida, colocou ovos em 1990 e 2009. Da última ninhada não sobreviveu nenhuma cobra.

Redação / MS