A Polícia Judiciária (PJ) deteve um casal, ele com 45 anos e ela com 35, por fortes indícios da prática de crimes de abuso sexual de crianças, contra a filha da companheira.

De acordo com o comunicado, a vítima tem 13 anos e os abusos foram cometidos ao longo do último ano e meio, na área metropolitana de Lisboa.

Os factos ocorreram na residência onde todos habitavam, tendo o padrasto aproveitado a coabitação para, de forma permanente, molestar sexualmente a criança", lê-se no documento. 

 

A mãe da vítima foi alertada para os abusos, mas decidiu ignorar, "eximindo-se, assim, de exercer os deveres jurídicos a que se encontrava obrigada, designadamente de assistência, de proteção e de prover pela segurança e saúde da sua filha"

Presentes a primeiro interrogatório judicial, ao padrasto foi-lhe aplicada a medida de coação de prisão preventiva, enquanto à mãe foi imposta a proibição de quaisquer contactos ou possibilidade de frequentar os mesmos locais que a menor.

Cláudia Évora