Grande parte dos políticos mais influentes do mundo reúnem-se por estes dias na Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU), mas o grande destaque do primeiro dia foi um banda de K-pop (música popular da Coreia do Sul). Os sete membros do conjunto BTS, um sucesso mundial, aproveitaram o palco para falarem sobre a vacinação contra a covid-19, os mais jovens e o clima.

Numa tentativa de ajudar à promoção dos objetivos traçados para 2030, nos quais se insere a erradicação da pobreza extrema, os BTS afirmaram que o mais difícil é "começar a mudar".

Todas as escolhas que fazemos são o começo da mudança, não o fim", afirmou RM, o porta-voz da banda.

Para anunciar a banda, o presidente da Coreia do Sul, Moon Jae-in falou em enviados especiais", um "grupo excecional de jovens homens que se estão a conectar com a juventude em todo o mundo".

Apesar da habituação dos sul-coreanos aos palcos, foi notório algum nervosismo no discurso inicial, marcado pela vivência dos jovens durante a pandemia.

Mas o discurso não se fez apenas dos objetivos das Nações Unidas para o mundo, e houve também espaço para o lançamento do vídeo da música "Permission to Dance", que foi filmado no local onde se reúne a Assembleia Geral, em Nova Iorque.

António Guimarães