O homem mais rico do mundo vai divorciar-se. Jeff Bezos, fundador da Amazon, anunciou, nesta quarta-feira, no Twitter, o fim do seu casamento de 25 anos. 

Sentimo-nos incrivelmente sortudos por nos termos encontrado e profundamente agradecidos por cada um dos anos que estivemos juntos. Se soubéssemos que nos iríamos separar ao fim de 25 anos faríamos tudo de novo”, escreveu Bezos, na declaração que partilhou com os seus seguidores.

 

Não são conhecidos os termos do acordo nupcial, mas caso não haja um acordo pré-nupcial a fortuna será divida entre os dois. Em jogo está, segundo a última atualização da revista Forbes, uma fortuna avaliada em mais de 137 mil milhões de dólares, mais 40 mil milhões do que o segundo homem mais rico do mundo e que várias vezes esteve no topo da lista, isto é, Bill Gates.

No entanto, segundo o próprio escreveu, continuam "uma família", "grandes amigos" e com projetos profissionais em comum.

Jeff Bezos, 56 anos, e Mackenzie Tuttle, 50 anos, têm quatro filhos, com idades entre os 13 e os 18 anos. Conheceram-se em Nova Iorque quando Jeff a entrevistou para um emprego, apesar de terem frequentado a mesma universidade, Princeton.

Casaram-se seis meses depois de se conhecerem e trocaram os seus empregos em Wall Street por um projeto pessoal, uma livraria online criada na garagem de casa e que mais tarde viria a dar origem à Amazon.

O fundador da empresa mais valiosa do planeta é também o dono da companhia aeroespacial Blue Origin e do jornal Washington Post, que comprou em 2013. Já MacKenzie é escritora, tendo até ganho o prémio de melhor livro americano em 2006, com o romance “The Testing of Luther Albright”.