O número de mortos na Venezuela no âmbito de protestos contra o Governo venezuelano e com identidade confirmada subiu, neste sábado, para 29, segundo dados divulgados pelo Observatório Venezuelano de Conflitualidade Social (OVCS), uma Organização Não Governamental.

"Dos 29 falecidos um é menor de idade", além de duas vítimas do sexo feminino, sublinhou a OVCS.

Os dados dos mortos começaram a ser registados desde 22 de janeiro, um dia antes de o líder da Assembleia nacional, Juan Guaidó, se ter autoproclamado presidente interino da Venezuela.

Os dados divulgados pelo OVCS dão conta de que o Distrito Capital registava nove mortos, seguido por Barinas, com cinco, e os Estados de Barinas, Táchira e Portuguesa, cada um com três vítimas.

Por outro lado, foram ainda registados dois mortos em Amazonas e dois em Monágas, assim como em Sucre e um e Yaracuy.

/ CM