O Comando Metropolitano de Lisboa informou este sábado que procedeu ao encerramento de um restaurante com mais de vinte clientes no seu interior.

Em entrevista à TVI, o superintendente da PSP, Luís Elias confirmou o sucedido e disse que "o restaurante teve de ser encerrado coercivamente", tendo sido aplicada uma coima ao respetivo proprietário.

A fiscalização ocorreu no âmbito de uma operação na Rua Maria Saldanha no âmbito do cumprimento do novo estado de emergência.


Face à intervenção da PSP o proprietário alegou que estaria a funcionar ao abrigo do direito de resistência, previsto constitucionalmente.

A PSP determinou depois o encerramento do estabelecimento, "ordem que veio a ser acolhida pelo proprietário, procedendo-se à evacuação de todos os clientes que estavam no interior do mesmo, recolhendo depois elementos de identificação necessários à autuação contra-ordenacional da conduta verificada", informa nota do incidente.

 
O Comando Metropolitano de Lisboa apela ao cumprimento das normas em vigor e às restrições impostas pelo novo Estado de Emergência.