O juiz argentino do Portugal-Coreia do Sul escreveu no relatório que João Pinto o agrediu.

A revelação foi feita pelo presidente da Federação Portuguesa de Futebol, durante a conferência desta tarde, madrugada em Portugal.

No final do encontro, alguns responsáveis foram à cabina pedir desculpa, mas a verdade é que o argentino não se comoveu. «O que conta é o que está escrito no relatório do árbitro, resta-nos dar todo o apoio ao atleta, que estava ao serviço da selecção nacional», lamentou Madail.