Um morto, oito feridos graves e 177 acidentes é o balanço do segundo dia da terceira fase da Operação de Natal e Ano Novo 2021 da Guarda Nacional República (GNR), que até hoje já registou 357 acidentes nas estradas.

Fonte da GNR disse hoje à Lusa que dos 177 acidentes registados na sexta-feira, segundo dia da terceira fase da operação, há a contabilizar “um morto, oito feridos graves e 64 considerados ligeiros”.

O acidente que provocou um morto resultou do despiste de uma moto 4, no concelho do Cartaxo, tendo o alerta sido dado às 16:55, na freguesia de Ereira e Lapa, na Lapa. Como o acidente ocorreu dentro de uma localidade, não foi necessário cortar o trânsito.

No acumulado de dois dias desta fase da operação que tem o objetivo de combater a criminalidade e intensificar o patrulhamento rodoviário nas vias de maior tráfego, a GNR registou 357 acidentes, um morto, 13 feridos graves e 120 ligeiros.

De acordo com a mesma fonte, os principias motivos das infrações prende-se com “o excesso de velocidade, falta de inspeção obrigatória e a ausência do uso do cinto de segurança”.

No período entre 30 de dezembro e 2 de janeiro, decorre a terceira fase da operação Natal e Ano Novo, pelo que a GNR irá manter-se particularmente atenta aos comportamentos de risco dos condutores, nomeadamente o excesso de velocidade, as manobras perigosas, a correta sinalização e execução de manobras de ultrapassagem.

Também a de mudança de direção e de cedência de passagem, a utilização indevida do telemóvel, a circulação correta na via mais à direita em autoestradas e itinerários principais e complementares, bem como a incorreta ou a não utilização do cinto de segurança e/ou dos sistemas de retenção para crianças vão ser alvo da atenção da força de segurança.