Assim, um conjunto de deputados da bancada parlamentar do PS prepara-se para declarar guerra ao Governo na eventualidade de ser aplicada a proposta de acabar com as subvenções vitalícias dos parlamentares com 12 anos de serviço, aprovada ontem em Conselho de Ministros.

Ontem à tarde, após a apresentação da medida pelo ministro da Presidência, Pedro Silva Pereira, instalou-se um ambiente de tensão no interior do grupo parlamentar, com alguns deputados a verbalizarem a hipótese de renunciarem aos seus mandatos.

De acordo com o Público, o presidente da bancada socialista, Alberto Martins, tentou serenar a exaltação que se fazia sentir, declarando que a lei terá de ser discutida no Parlamento e na Comissão de Assuntos Constitucionais.