Michael Anthony Taylor, de 67 anos, pede uma indemnização de 100 mil dólares, cerca de 92 mil euros, à companhia aérea American Airlines. O australiano queixa-se de ter sido “esmagado” durante as 14 horas que durou o voo de Sidney para Los Angeles.

Ao seu lado, viajavam dois passageiros obesos, um dos quais acabou por ocupar parte do seu lugar, junto à janela. Em vez de desfrutar das vistas, a viagem acabou por ser uma "experiência horrível".

Segundo contou ao jornal Daily Telegraph, Michael Taylor viu-se obrigado, durante todo o voo, a sentar-se “de forma desconfortável” para caber no seu lugar. O que lhe provocou lesões no pescoço e nas costas.

As queixas do passageiro australiano foram direcionadas ao pessoal de bordo, que, segundo contou, “não fez nada” para reverter a situação.

Nada tenho contra as pessoas que se sentam ao meu lado, porque pagaram o seu bilhete. Mas a tripulação podia ter-me sentado num lugar da tripulação ou alterar os lugares e não fizeram nada", lamentou-se.

A companhia aérea tem agora 28 dias para constestar o processo movido contra si no Tribunal Federal da Austrália. Contatada pela edição australiana do jornal Daily Mail, até ao momento nada disse.

/ JF