Um turista britânico morreu depois de ter sido mordido por uma serpente marinha, enquanto trabalhava num barco de pesca nas águas do Território do Norte da Austrália, avançou hoje a imprensa australiana.

De acordo com o canal australiano ABC, o jovem de 23 anos encontrava-se num barco a 130 quilómetros no sul de Groote Eylandt, uma ilha no golfo de Carpentária (a quarta maior na Austrália), a puxar as redes de pesca quando foi atacado pelo animal.

O turista britânico foi declarado morto logo após o barco de pesca ter chegado à cidade de Borroloola, a cerca de 950 quilómetros no sudeste da cidade de Darwin, capital do Território do Norte australiano.

"A clínica de emergência em Groote Island e a polícia, responderam ao alerta do navio, mas infelizmente o homem morreu hoje", afirmaram as autoridades.

Já no início do ano, um pescador australiano também tinha sido amputado quando foi picado por uma serpente marinha (Hydrophiinae), um animal venenoso que pode medir até três metros e raramente é agressivo dentro do mar, mas, é reconhecido por ser uma das espécies mais mortíferas entre todas as serpentes conhecidas no mundo.