A estimativa da área ocupada pela lava do vulcão Cumbre Vieja, em La Palma, Canárias, incluindo a terra que entra pelo mar, desde a noite de 28 de setembro, foi significativamente reduzida, passando de 709 hectares para 367,3.

Já as cinzas expulsas cobrem uma superfície de 3.304 hectares.

Esta é a mais recente atualização feita pelo do sistema europeu de satélites de monitorização terrestre Copernicus, com dados recolhidos na sexta-feira.
 

Quanto ao número de edifícios afetados pelos fluxos de lava, a estimativa de 1.005 mantém-se inalterada, embora o número de edifícios completamente destruídos tenha aumentado para 880, mais 10 do que na contagem anterior.

O número de quilómetros de estradas afetadas aumentou para 30,7, dos quais 28,3 quilómetros foram destruídos pela lava.

 

Agência Lusa / CM