Um sismo de 6,2 atingiu esta quarta-feira a Grécia, avançou o Centro Sismológico do Mediterrâneo Europeu (EMSC), que, inicialmente, alertou para um abalo de magnitude de 6,9.

Não é conhecida, para já, a existência de vítimas ou danos materiais, mas em cidades como Larissa ou Atenas as pessoas fugiram para a rua, de acordo com imagens divulgadas nas redes sociais.

Foram já contabilizadas várias réplicas do sismo, que foi sentido não só em todo o país, mas também no exterior, como nas vizinhas Macedónia do Norte, Kosovo e Montenegro.

O abalo terá ocorrido a uma profundidade de dez quilómetros e a 118 quilómetros a sudoeste de Tessalónica, segundo o EMSC.

No entanto, o Observatório Nacional de Atenas aponta para um sismo de 6,0, registado às 10:16 locais, mais duas horas que em Portugal continental, a uma profundidade de cerca de oito quilómetros.

Os bombeiros de Atenas, citados pela agência Reuters, dizem apenas que se tratou de um "abalo forte".

Segundo, ainda, o Observatório Nacional de Atenas, foram já registadas cinco réplicas, com magnitudes entre 4,9 e 3,4.

Rafaela Laja