Pelo menos sete soldados morreram e dois ficaram feridos numa explosão hoje numa estrada no sudeste da Turquia, anunciou o vice-presidente do partido no poder, que atribuiu o ataque a rebeldes curdos.

O responsável, Numan Kurtulmus, disse que o ataque ocorreu perto da cidade de Gercus, na província de Batman, e que os soldados estavam no interior de um veículo militar blindado e dirigiam-se para uma obra na região, para protegê-la.

A agência estatal de notícias Anadolu disse por seu lado que os soldados se preparavam para realizar operações contra o grupo rebelde.

Segundo a agência, as forças armadas lançaram uma operação "de larga escala", apoiada pela força aérea, para deter os atacantes.

O Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK) está há mais de três décadas em rebelião na região maioritariamente curda do sudeste da Turquia.

O conflito já matou dezenas de pessoas desde que começou, em 1984.

O grupo é considerado uma organização terrorista pela Turquia e pelos seus aliados ocidentais.