O Parlamento de Israel aprovou esta quinta-feira o orçamento para 2021, no primeiro a ser aprovado nos últimos três anos.

"Feliz dia para o Estado de Israel!", escreveu o primeiro-ministro israelita, Naftali Bennett, na rede social Twitter.

"Após anos de caos, formámos um Governo e agora (...) aprovámos um orçamento para Israel", acrescentou.

A votação do orçamento é vista como o primeiro verdadeiro teste à coligação de Naftali Bennett, que sucedeu a Benjamin Netanyahu como chefe do Governo israelita em junho.

Os debates no Knesset (parlamento israelita) prolongaram-se pela noite de quarta-feira e a votação do orçamento para 2021 só decorreu às 05:00 de hoje (03:00 em Lisboa).

Os debates deverão ser retomados esta tarde para a votação do orçamento para 2022.

O orçamento prevê despesas de 609 mil milhões de shekels (mais de 167 mil milhões de euros) em 2021, e de 573 mil milhões de shekels (mais de 157 mil milhões de euros) em 2022.

De dezembro de 2018 até junho passado, Israel mergulhou numa crise política sem precedentes que conduziu a quatro eleições antecipadas e impediu os deputados de chegarem a acordo sobre o Orçamento do Estado.

/ JGR