A Espanha registou 10.360 novos casos de covid-19 desde sábado, elevando para 3.311.325 o total de infetados até agora no país, com os contágios a subir, segundo os dados divulgados hoje pelo Ministério da Saúde espanhol.

Os serviços de saúde também contabilizaram nos últimos dois dias mais 85 mortes atribuídas à covid-19, passando o total de óbitos para 75.783.

O nível de incidência acumulada (contágios) em Espanha subiu de 152 (sábado) para 163 (hoje), diagnosticados por 100.000 habitantes nos 14 dias anteriores.

As regiões com os níveis mais elevados são as de Navarra (352), Madrid (273), País Basco (272) e Catalunha (216).

Nas últimas 24 horas deram entrada nos hospitais em todo o país 931 pessoas com a doença (914 no sábado), das quais 218 na Catalunha, 210 em Madrid e 170 na Andaluzia.

Por outro lado, subiu para 8.944 o número de hospitalizados com a covid-19 (8.416), o que corresponde a 7% das camas, das quais 1.925 pacientes em unidades de cuidados intensivos (1.892), 20% das camas desse serviço.

A ministra da Saúde espanhola, Carolina Darias, disse hoje em Valência que o objetivo de atingir 70 % de vacinados durante o verão em Espanha "está ao alcance" e anunciou que a 15 de abril próximo vão chegar as primeiras 300.000 doses da vacina da empresa Janssen.

Darias acrescentou que a Páscoa foi uma "grande semana" com mais de dois milhões de doses das vacinas da Pfizer, Moderna e AstraZeneca injetadas em apenas sete dias.

O controlo de pessoas nas fronteiras terrestres e fluviais entre Portugal e Espanha vai manter-se até 15 de abril, devido à pandemia de covid-19, anunciaram os dois países durante o fim de semana.

Esta medida que estava prevista terminar hoje e que agora foi renovada mantém limitada a circulação, entre Portugal e Espanha, sendo exceções o transporte internacional de mercadorias, de trabalhadores transfronteiriços e de caráter sazonal devidamente documentados, e de veículos de emergência e socorro e serviço de urgência.

A pandemia de covid-19 provocou, pelo menos, 2.853.908 mortos no mundo, resultantes de mais de 131,2 milhões de casos de infeção, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 16.885 pessoas dos 823.494 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

/ RL