Um sismo de magnitude 5,3 na escala de Ritcher atingiu hoje a ilha de Hokkaido, norte do Japão, um mês depois da ilha ter sofrido com um sismo que fez 42 mortos.

De acordo com a televisão estatal japonesa NHK, até ao momento não há nenhum dano material ou prejuízo significativo.

O sismo foi registado às 07:58 (locais, 11:58 de quinta-feira em Lisboa), com o hipocentro a 30 quilómetros de profundidade da localidade de Iburi, na Ilha de Hokkaido, segundo a agência meteorológica nipónica.

O Japão situa-se no designado “anel de fogo do Pacífico", área de grande atividade sísmica, que regista anualmente cerca de 7.000 sismos, a maioria dos quais moderados, além de erupções vulcânicas.

No início de setembro a ilha de Hokkaido foi atingida por um sismo de magnitude 6,7, provocando a morte a 42 pessoas e mais de 400 feridos.

Para além disso causou um corte geral na energia e paralisou os transportes públicos em Hokkaido, que precisou de dois dias para restaurar a eletricidade na maior parte da ilha na qual habitam 5,4 milhões de pessoas.

O terramoto ocorreu a 62 quilómetros a sudeste da capital regional, Sapporo, a 40 quilómetros de profundidade, apenas dois dias depois de um tufão ter devastado a região oeste de Osaka.