Os bares na cidade de Paris vão estar fechados nos próximos 15 dias, mas os restaurantes mantêm-se abertos com obrigação de respeitarem um novo protocolo sanitário mais restrito.

As novas medidas foram anunciadas esta manhã pelo prefeito da polícia de Paris, Didier Lallement, numa conferência de imprensa na presença da autarca da capital francesa, Anne Hidalgo.

A cidade passou na noite de domingo para zona de alerta máximo, levando assim ao reforço das medidas sanitárias nos próximos dias. 

Para além do encerramento dos bares, os eventos com mais de 1.000 pessoas estão também anulados até dia 19 de outubro. Alguns destes eventos são salões profissionais, feiras ou espetáculos como circos.

Para os restaurantes que vão continuar abertos, os meios de comunicação franceses avançam que os dados dos clientes vão passar a ser registados e as mesas não vão poder ter mais de seis pessoas.

Os ginásios e piscinas vão continuar fechados e vai continuar também a ser proibida a venda álcool e consumo na via pública a partir das 22:00. As festas de estudantes também estão proibidas.

Temos de ser metódicos e ver se teremos uma situação melhor do ponto de vista epidemiológico daqui a 15 dias", indicou Anne Hidalgo.

Em Paris e nalgumas regiões à volta, o número de casos positivos ultrapassa agora os 250 casos por 100.000 habitantes. Nos hospitais da capital, 36% das pessoas nos serviços de reanimação são pacientes de covid-19.

/ CM