Pelo menos sete soldados e seis polícias morreram hoje na sequência de um ataque do grupo extremista islâmico Talibã a um posto de controlo na província de Ghazni, no leste do Afeganistão, de acordo com as autoridades afegãs.

O porta-voz do governador da província de Ghazni, Arif Noori, afirmou que, para além dos 13 mortos, quatro soldados ficaram feridos.

O posto de controlo, agora destruído, tinha sido montado há dois dias de forma a cortar uma rota de abastecimento dos extremistas islâmicos.

Noori acrescentou que seis talibãs foram mortos e mais de dez ficaram feridos durante os confrontos com as forças afegãs que duraram mais de três horas.

Um porta-voz do grupo extremista já reivindicou o ataque, que acontece poucos dias depois da data em que se assinala a tomada de poder, em 1996, por parte da milícia islâmica no Afeganistão.