O Dubai vai ordenar a deportação de um grupo de pessoas diretamente envolvidas numa sessão fotográfica com modelos nuas numa varanda de um arranha-céus do emirado, disseram as autoridades, depois de criticarem o incidente como estando "fora dos valores" dos Emirados Árabes Unidos.

O grupo de mulheres nuas estava a posar para um fotógrafo ao longo de uma varanda numa das áreas mais nobres do Dubai e era visível nos prédios vizinhos. A sessão não passou despercebida e as imagens circularam nas redes sociais.

Os envolvidos serão deportados dos Emirados Árabes Unidos. Nenhum comentário adicional será feito sobre o assunto”, disse o procurador-geral da Dubai, Essam Issa Al Humaidan, em comunicado, citado pela agência Reuters.

Um grupo de mulheres foi detido pelas autoridades dos Emirados Árabes Unidos na semana passada após terem posado nuas numa varanda no Dubai.

As autoridades agiram na sequência de uma publicação no Twitter que mostrava as mulheres nuas num apartamento perto da marina.

Note-se que os Emirados têm regras restritivas sobre o que é que os seus residentes e turistas podem publicar online. Material considerado “obsceno” e que promova a pornografia ou o jogo pode resultar em penas pecuniárias ou de prisão efetiva.

Numa nota, a polícia dos Emirados sublinhou que uma investigação criminal foi iniciada contra as detidas.

A Polícia do Dubai alerta contra comportamentos inaceitáveis, que não refletem os valores e a ética da sociedade dos Emirados”, sustentou a polícia.

Lara Ferin