Quase 640 voos foram cancelados, esta quinta-feira, na Alemanha na sequência de uma greve do pessoal de segurança, anunciaram fontes dos aeroportos de Düsseldorf, Colónia-Bona e Estugarda.

De acordo com a agência France Presse, estes cancelamentos correspondem a mais de metade dos 1 050 voos programados para aqueles três aeroportos.

Em Düsseldorf, o terceiro maior centro aéreo do país, 370 dos 580 voos planeados foram cancelados, disse a companhia que administra o aeroporto em comunicado.

Em Colónia-Bona, foram cancelados 131 voos dos quase 200 programados para hoje, estando também prevista uma diminuição das operações de carga.

A greve foi convocada pelo sindicato Verdi DPA, que representa 23 mil agentes de segurança nos aeroportos do país. Os trabalhadores querem um aumento salarial de 20 euros à hora, contra os atuais cerca de 17 euros.

A Associação Federal de Empresas de Segurança da Aviação (BDLS) propôs aumentos salariais que variam de 2% a 8,1%.

Os trabalhadores já tinham cumprido um dia de greve na segunda-feira nos dois aeroportos da capital alemã Tegel e Schönefeld obrigando ao cancelamento de 50 voos.

As próximas negociações entre Verdi e o BDLS estão programadas para 23 de janeiro.