Dois polícias franceses estão a ser acusados por "violência voluntária" após terem atirado uma granada de gás lacrimogéneo contra o ‘colete amarelo’ lusodescendente Jérôme Rodrigues, numa manifestação em janeiro de 2019 

Os dois polícias que intervieram na manifestação do movimento dos “coletes amarelos” de 26 de janeiro de 2019 foram acusados em 14 de janeiro, segundo os meios de comunicação franceses.

Um dos agentes foi acusado por "violência voluntária agravada que levou a mutilação ou doença permanente" e outro por "violência voluntária agravada", encontrando-se os dois com termo de identidade e residência.

Na manifestação de 26 de janeiro de 2019, Jérôme Rodrigues acabaria por perder o olho como consequência do ferimento da granada de gás lacrimogéneo.

O lusodescendente tornou-se assim um dos principais líderes do movimento dos “coletes amarelos” e um símbolo contra a violência policial em França.

/ Publicada por MM