As inundações causadas pelas fortes chuvas que se verificaram nas últimas horas na ilha de Maiorca, em Espanha, resultaram na morte de pelo menos dez pessoas e de um desaparecido, de acordo com o El País.

Segundo o mesmo diário espanhol, uma criança de cinco anos é, neste momento, a única pessoa desaparecida.

Há ainda três feridos e mais de 200 desalojados.

Para a região foi deslocada uma unidade militar especializada no apoio a este tipo de emergências.

A tromba de água que atingiu várias zonas começou a cair ao fim do dia de terça-feira.

Segundo o Governo regional balear caíram até 220 litros de água por metro quadrado na zona de Sant Llorenç, a mais afetada pela intempérie.

A Unidade Militar de Emergências (UME) espanhola enviou para as baleares uma centena de efetivos, oito veículos, uma embarcação, três helicópteros e três cães de rastreio para apoiarem os trabalhos de procura de vítimas e auxílio aos afetados.

Os serviços de urgência trabalham desde a última noite nas zonas afetadas por desmoronamentos de terras a auxiliar a população e os turistas afetados pela situação.

O Serviço de Emergência 112 apelou a que todos os moradores permaneçam nas suas casas e que nenhum estudante se desloque hoje às escolas de Sant Llorenc des Cardassar, Colònia de Sant Pere, Artà e Son Servera, num momento em que vários centros desportivos estão a prestar apoio à população.

Hoje prevê-se a continuação de chuvas fortes em várias zonas do sudeste de Espanha.