Foi confirmada a nona morte resultante da tragédia durante um concerto de Travis Scott em Houston, nos Estados Unidos, na sexta-feira passada.

Trata-se de uma jovem de 22 anos, que já estava em morte cerebral e não conseguiu resistir aos ferimentos. O óbito foi anunciado nesta quinta-feira pela família da vítima.

Às 18:30 do dia de ontem [quarta-feira], Bharti Shahani perdeu a batalha contra as horríveis lesões que sofreu durante o festival Astroworld", avançou a família, em conferência de imprensa.

A morte ocorre numa altura em que já estão abertos diversos processos contra o artista, bem como contra a promotora do concerto, a Live Nation Entertainment, que conta já com um historial de falhas de segurança.

Também hoje, através dos seus representantes, o rapper pediu às vítimas do concerto para contactarem diretamente a sua equipa, através de um email específico.

Travis Scott já se tinha oferecido para pagar as despesas de funeral dos que morreram e também o pagamento de apoio psicológico.

Além das nove vítimas mortais, há ainda dezenas de feridos resultantes da onda de multidão.

O incidente ocorreu por volta das 21:00 locais de sexta-feira à noite, no primeiro dia do festival. No local estavam perto de 50 mil pessoas.

As vítimas mortais tinham entre 14 e 27 anos: uma vítima tinha 14 anos, outra 16 anos, duas 21 anos, outras duas 23 anos e uma 27, havendo ainda uma vítima cuja idade não foi revelada.

As autoridades continuam a investigação para apurar o que aconteceu ao certo. Uma das hipóteses em cima da mesa é que as vítimas possam ter sido drogadas.

Pedro Falardo