O traficante de droga mexicano Joaquín Guzmán, conhecido como ‘El Chapo’, foi esta terça-feira condenado por um júri num tribunal federal norte-americano em Nova Iorque, após três meses de julgamento e seis dias de deliberações.

O veredito poderá valer prisão perpétua a ‘El Chapo’, de 61 anos, figura emblemática dos cartéis mexicanos extraditada para os Estados Unidos em janeiro de 2017 após duas espetaculares fugas no México.

Guzmán, que não testemunhou no seu julgamento, ouviu, esta terça-feira, como as oito mulheres e os quatro homens que compunham o júri o declararam culpado dos dez crimes de tráfico de droga que lhe eram imputados.

A sentença será conhecida a 25 de junho, data em que caberá ao juiz Brian Cogan determinar a pena de prisão para cada uma das acusações.

O julgamento do mediático líder do cartel mexicano de Sinaloa começou em novembro passado e terminou a 1 de fevereiro, depois de o ministério público e a defesa de ‘El Chapo’ terem apresentado os respetivos argumentos finais.