Dois prédios de cerca de quatro andares desabaram na manhã desta sexta-feira no Rio de Janeiro, concretamente no morro da Muzema, na zona oeste da cidade, uma das mais afetadas pelo temporal do início da semana.

Pelo menos cinco pessoas morreram e três ficaram feridas. Dos 17 desaparecidos, onze foram resgatados, dois deles sem vida.

Os edifícios seriam de construção ilegal, segundo a prefeitura, e as autoridades brasileiras tentam, agora, localizar as vítimas entre os escombros. Pelo menos seis pessoas tinham sido retiradas com vida dos escombros até ao início da tarde em Lisboa.

O desabamento ocorreu numa das áreas mais elevadas de Muzema, perto da mata.

Os moradores queixam-se, além do temporal, das construções permanentes na zona, com explosões constantes e movimentos de retroescavadoras.

Devido ao mau tempo, foi declarado o estado de calamidade pública no Rio de Janeiro.

Na sequência das cheias foram registadas dez mortes.

 
Catarina Machado / Notícia atualizada às 00:45