A Grécia decidiu, esta segunda-feira, tornar obrigatória a vacinação contra a covid-19 para vários trabalhadores, como os profissionais de saúde e os funcionários dos lares.

O primeiro-ministro grego, Kyriakos Mitsotakis, anunciou ainda novas restrições para conter a pandemia. Só as pessoas vacinadas poderão entrar em bares, cinemas, teatros e outros espaços fechados, refere a Reuters.

A vacinação obrigatória para os funcionários dos lares vai começar imediatamente. A dos profissionais de saúde arranca só a 1 de setembro.

"O país não vai fechar de novo. Não é a Grécia que está em perigo, são os gregos não vacinados", afirmou Kyriakos Mitsotakis.

Com 11 milhões de habitantes, a Grécia já administrou mais de 5,2 milhões de primeiras doses das vacinas e cerca de 41 por cento da população está totalmente vacinada.

O governo grego tem dado vários incentivos à vacinação, incluindo dinheiro aos mais jovens. Esta semana, os jovens entre os 15 e os 17 anos vão começar a poder ser vacinados.

O objetivo é ter 70 por cento da população totalmente vacinada no outono.

Esta segunda-feira, a Grécia registou 2.065 novos casos de covid-19 e 10 mortos.
 
 

Catarina Pereira