O novo Super-Homem vai ser bissexual e empenhado em questões sociais e ambientais, como as alterações climáticas, numa banda desenhada que será lançada em novembro, divulgou esta segunda-feira a editora DC Comics, uma subsidiária da Warner Bros.

O anúncio da DC Comics, que se intitula “John Kent” (filho de Clark Kent e da jornalista Lois Lane) encontrou a sua identidade (...) O novo Super-Homem parece ser bissexual", surge depois de em agosto sites especializados de banda desenhada americana avançarem com esse rumor.

Sempre disse que todos precisam de heróis e têm o direito de se verem representados nestes heróis”, justificou o autor da banda desenhada, Tom Taylor, num comunicado citado pela AFP.

O comunicado é ilustrado por uma imagem onde o filho do Super-Homem beija na boca outro jovem, um jornalista chamado Jay Nakamura.

Tom Taylor sublinha que o “símbolo do Super-Homem sempre foi a esperança, a verdade e a justiça” e que “hoje este símbolo é algo mais e que mais pessoas se podem reconhecer no super-herói mais poderoso da banda desenhada”.

Outra das novidades desta nova série do Super-Homem é o facto de John Kent ser um herói muito envolvido contra as injustiças sociais, as alterações climáticas ou a crise dos refugiados.

Esta não é a primeira vez que ‘comics’ norte-americanos procuram estar mais em sintonia com a diversidade da sociedade.

Agência Lusa / JGR