As pessoas que tenham sido plenamente vacinadas contra a covid-19 não precisam de usar máscaras ou praticar o distanciamento social em zonas interiores ou exteriores, excepto em casos específicos, disse esta quinta-feira a diretora norte-americano do Centro para o Controlo e Prevenção de Doenças (CDC).

A população completamente vacinada pode começar a fazer as coisas que parou de fazer por causa da pandemia", disse Rochelle Walensky durante um briefing na Casa Branca. "Todos esperámos por este momento em que podemos ter um pouco mais de normalidade".

Walensky sublinha que os dados científicos indicam que a população plenamente vacinada "pode participar em atividades interiores ou exteriores - independentemente da dimensão - sem usar máscara ou distanciamento social".

 

 

A agência de notícias AFP anuncia ainda que as autoridades de saúde vão levantar a obrigatoriedade do uso de máscara para quem tenha sido vacinado totalmente.

A diretora usou três estudos para justificar a recomendação do Centro para o Controlo e Prevenção de Doenças - um de Israel e outros dois dos Estados Unidos - que mostram a eficácia da imunização.

O estudo realizado em Israel foi publicado no Journal of the American Medical Association e mostra que a vacina foi 97% eficaz contra a Covid-19 sintomática e 86% eficaz contra a infecção assintomática em mais de 5.000 profissionais de saúde.