A primeira-ministra da Nova Zelândia anunciou, neste domingo, um confinamento de três dias em Auckland, a maior cidade do país, depois de terem surgido três novos casos de covid-19.

Ainda há dias, Jacinda Ardern partilhou um vídeo, filmado pela própria, de um "antigo normal", com um ajuntamento de pessoas, sem máscaras e sem distanciamento e com direito a churrasco, durante as celebrações do Waitangi Day, o dia nacional da Nova Zelândia, celebrado em torno de uma refeição, em Waitangi, na Baía das Ilhas, na Ilha Norte.

Veja também:

No entanto, em Auckland, ao contrário do resto do país, as medidas de distanciamento continuaram em vigor, bem como o uso generalizado de máscara nos transportes públicos.

De acordo com a chefe do governo, o nível três de restrições obriga as pessoas a ficarem em casa, exceto aquelas que trabalham em serviços essenciais ou para compra de bens de primeira necessidade.

Os três novos casos de covid-19 em Auckland são os primeiros em meses no país.

A Nova Zelândia liderava, até então, a lista de países mais eficazes na luta contra a pandemia, fruto do rápido encerramento das fronteiras, que lhe permitiu erradicar o vírus desde cedo.

Catarina Machado