Richard Bell jantava calmamente a bordo do voo entre Houston e Calgary, operado pela United Airlines, quando sentiu algo a mexer-se nos seus cabelos. O incidente aconteceu no mesmo dia em que um passageiro foi retirado à força de um voo da mesma companhia.

O homem tentou apanhar o animal, mas foi alertado por outro passageiro que se tratava de um animal perigoso. Quando tentou agarrar o animal novamente, Richard foi picado e com o susto atirou o escorpião ao chão. O animal acabou por ser encurralado com o auxílio de um copo e despejado na sanita do avião. 

Segundo a CNN, ainda não se sabe como é que o animal entrou no avião que, num voo anterior, tinha feito a ligação entre Houston e a Costa Rica.

A companhia aérea emitiu um comunicado onde afirma que "os assistentes de bordo ajudaram um passageiro que foi picado pelo que parecia ser um escorpião num voo da semana passada", acrescentando que foi consultado um médico que garantiu que "não se tratava de um caso de vida ou morte".

Assim que o avião aterrou, Richard Bell foi assistido por uma equipa médica.

A mulher, Linda, contou à CNN que a companhia os contactou para pedir desculpa e oferecer uma compensação monetária pelo incidente.

Andreia Miranda