A poucos dias de dizer o sim ao príncipe Harry, Meghan Markle encontra-se a viver "uma situação difícil" por causa do pai. Isto porque a presença de Thomas Markle no casamento real pode estar em risco.

Perante os rumores, o Palácio de Kensington já pediu "compreensão" e afirmou que se trata de um "momento muito pessoal" para a noiva.

"É um momento muito pessoal para a senhorita Markle a dias do seu casamento. Ela e o príncipe Harry pedem compreensão e respeito, que deverá abranger o senhor Markle, nesta situação difícil", afirmou o porta-voz do Palácio de Kensington. 

A notícia de que Thomas Markle pode não comparecer no casamento da filha surge depois de o Daily Mail ter revelado que as fotografias do pai de Meghan Markle tiradas por paparazzi na semana passada não passaram de uma encenação. Nas fotografias, Thomas Markle surge sentado ao computador a ver imagens dos noivos em vários jornais.

Segundo aquele jornal, imagens de videovigilância mostram Thomas Markle a chegar a um cibercafé acompanhado de um fotógrafo. Depois dessas imagens virem a público, o pai da noiva de Harry falou com o TMZ e disse que não iria viajar para Londres porque não quer envergonhar a filha ou a família real no dia do casamento.

Para além de se mostrar arrependido, Thomas Markle disse ainda que não recebeu dinheiro nenhum das fotografias, apesar de já lhe terem oferecido várias quantias.

O pai de Meghan Markle disse ainda que sofreu um ataque cardíaco há seis dias, mas que apesar do susto estava pronto para viajar. No entanto, após o escândalo das fotos mudou de ideias. 

De acordo com o Daily Mail, Thomas Markle não terá sido visto pelos médicos e que passou o dia - em que supostamente sofreu o ataque cardíaco - na sua casa em Rosarito, no México.

O príncipe Harry e Meghan Markle casam-se no próximo sábado na capela de São Jorge em Windsor.