O Governo espanhol e as autoridades regionais do país acordaram hoje, por unanimidade, o encerramento de discotecas, bares e salões de baile, como medida de contenção contra a pandemia de covid-19

As autoridades aprovaram também a proibição de fumar ao "ar livre como, por exemplo, em esplanadas" e sempre que não seja possível manter a distância de segurança de dois metros entre as pessoas, medida que já está em vigor em duas das 17 regiões autónomas espanholas.

Os restaurantes deverão fechar à 01:00 e não poderão admitir clientes após a meia-noite.

Numa reunião de emergência das autoridades sanitárias das regiões espanholas, o ministro da Saúde, Salvador Illa, e os responsáveis regionais decidiram hoje coordenar uma série de decisões da administração pública para travar os surtos do novo coronavírus, que se manifesta de "forma diferente" por toda a Espanha desde que terminou o estado de alarme, no dia 21 de junho.

O ministro não precisou a data de entrada em vigor das novas restrições.

O país, um dos mais afetados no mundo pela pandemia, registou na quinta-feira quase 3.000 novos casos em 24 horas.

Espanha, com 47 milhões de habitantes, conta até hoje mais de 28.000 mortes por covid-19, o que equivale a 110 casos em cada 100.000 habitantes, uma taxa de incidência bastante mais elevada do que as dos restantes países da Europa ocidental.

/ PP