A Rússia prometeu esta quinta-feira uma resposta “inevitável” às novas sanções decretadas pelos Estados Unidos contra o país e convocou o embaixador norte-americano em Moscovo para uma “conversação difícil”.

Os Estados Unidos não estão preparados para aceitar a realidade objetiva de um mundo multipolar, sem hegemonia americana (…). Semelhante comportamento agressivo receberá uma forte réplica. A resposta às sanções será inevitável”, declarou a porta-voz da diplomacia russa, Maria Zakharova.

Pouco antes, o Governo norte-americano de Joe Biden tinha anunciado uma série de sanções financeiras contra a Rússia e a expulsão de dez diplomatas russos, em resposta a ciberataques e ingerências nas eleições presidenciais de 2020 atribuídas a Moscovo.

O Presidente dos EUA assinou um decreto que permitirá punir de novo a Rússia, de forma a provocar “consequências estratégicas e económicas”, caso “prossiga ou favoreça uma escalada das suas ações de desestabilização internacional”, indicou a Casa Branca em comunicado.

/ MJC