São já 1.297 as vítimas mortais confirmadas em resultado do sismo que este sábado abalou o Haiti, informa a CNN, citando a proteção civil do país.

Segundo Jerry Chandler, coordenador da proteção ciivil, haverá ainda mais de 2.800 feridos.

A maioria das mortes ocorreu no sul do país, onde se sabe que 500 pessoas morreram. O sismo destruiu 2.868 casas e danificou outras 5.410, disseram autoridades. A destruição também colocou os hospitais sob pressão e bloqueou estradas.

Várias réplicas foram sentidas durante o dia de sábado e também ao longo à noite, fazendo com que algumas estruturas já fragilizadas acabassem por ruir.

De acordo com Jerry Chandler, as buscas continuam, numa tentativa de encontrar sobreviventes entre os destroços.

Um sismo de magnitude 7.2 na escala de Richter foi registado às 08:29 deste sábado (13:29 em Lisboa) na região oeste do HaitiO abalo ocorreu a oito quilómetros da cidade de Petit Trou de Nippes, a cerca de 150 quilómetros da capital Port-au-Prince, e a uma profundidade de 10 quilómetros. 

Todos os cidadãos portugueses que se encontram no Haiti "estão bem e não foram afetados pelo sismo", disse hoje à Lusa o gabinete da secretária de Estado das Comunidades Portuguesas.

Redação / MJC